quarta-feira, 26 de julho de 2017

O Brasil daqui a quinhentos anos!

Donald Trump acaba de inaugurar o maior e mais poderoso Porta Aviões nuclear do mundo, o “Geral Ford”, a um custo de treze bilhões de dólares, e capaz de dar abrigo a quinhentos aviões! O que não é nada comparado com a imortalidade da alma, nem com as dezenas de bilhões de dólares do mais perseguido presidente americano, perseguido pelo partido democrata americano, o mais “antidemocrático” partido do mundo, o partido do “negão” Barack Hussein Obama, aquele que, seguindo conselhos do seu amigão Lula, queria tirar dinheiro dos americanos que trabalham, para dar para os que não querem nada com o trabalho. Todo mundo fala mal dos “americanos”, principalmente as “esquerdinhas” do Brasil, que os consideram os maiores imperialistas e carrascos da América Latina!  Ora, o mundo é dos vivos! Isto vem acontecendo desde que o mundo é mundo. Dizem até que Deus não gosta, nem ajuda quem é pobre! Quem não quer nada com nada! Basta um simples exemplo: os americanos conseguiram “enfiar” nos brasileirinhos a “Refinaria de Pasadena”, obsoleta, toda enferrujada, dando um prejuízo de um bilhão de dólares nos bolsos dos brasileirinhos, brasileirinhos como eu, que só sabem “clamar por justiça”; mas ninguém foi preso! Muito menos a “Dilma”! E não é só os americanos que gostam de nos enfiar; muito outros por aí! Enfiam refinarias enferrujadas, como enfiam “Copas do Mundo” de futebol, Olimpíadas e outras grandes sacanagens que só servem para encher cada vez mais os bolsos dos “corruptos”, enchendo o Brasil de elefantes brancos.
Eu acho que se os americanos parecem subitamente de crescer; estacionassem no tempo e no espaço, e o Brasil continuasse a “crescer”, nem daqui a quinhentos anos o Brasil seria o que é hoje o “TIO SAM”. Muito pelo contrário!

Coronel Maciel.

domingo, 23 de julho de 2017

"Home que é home não bobeia!"

Já dizia Galileu, da Galileia! Piloto bom é o piloto que não morre; aquele que fez as maiores “leãozadas” do mundo, mas que nunca se deixou cair nos braços da “bruxa”, que é cega, como esse “Degas” aqui, e muitos outros Degas por aí! Segundo o Darwin, só os melhores “escapam”... kkk. O mesmo acontece com os “melhores políticos” do Brasil e do mundo! É o caso do Sarney, magnífico exemplo do verdadeiro “malandro”, aquele que  nunca foi preso, que foi Presidente e acabou na “Academia”, ao lado do Rui. Como o Sarney, há muitos outros grandes exemplos por aí, que vivem na malandragem e nunca se deixaram enganar, caindo nos braços da “Papuda”. O Lula é outro formidável exemplo; a sua anta de estimação, outro. Os que se deixaram enganar, como todos esses “falsos malandros”, como “Nem”, também por exemplo, e que hoje “mofam” nas prisões; esses, em minha modesta opinião, não passam de uns grandessíssimos “babacas”, que nunca aprenderam o famoso “Pulo do Gato”, pulo do qual o Lula é o maior especialista, e que por isso vai acabar, se bobearem, novamente “Presidente”.  E o que dizer daqueles nossos velhos generais, hein? Em qual dessas ilustres categorias poderíamos incluí-los? Uns acham que eles foram também grandes “babacas”, por não terem feito como o barbudo Fidel Castro, que mesmo depois de morto, ainda manda e desmanda na América Latina...

Coronel Maciel.  

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Até quando?

Seria ir longe demais supor que o Brasil continuaria a ser aquele “Eterno Paraíso”, e não este “Paraíso Perdido”, se estivéssemos ainda nas mãos dos militares? Deveríamos, apesar de tudo, ter continuado a lutar contra tudo e contra todos? Contra uma Igreja Católica, cada vez mais nas mãos de bispos e padres vermelhos? Contra professores, mestres e doutores especialistas em “Lavagens Cerebrais”? Contra uma imprensa cada vez mais nas mãos das esquerdas malditas? E esses nossos “intelectuais”? E esses nossos “artistas”?  Missão impossível! A não se tivéssemos feito como Fidel Castro e seus eternos “Paredóns” que até hoje mantem Cuba na mais completa escravidão!
Ai dos vencidos! Breno, general Celta que liderou o exército gaulês 390 anos antes de Cristo, depois de capturar e saquear Roma, decidiu também humilhar os romanos, obrigados que foram a pagar um pesado resgate de 320 kg ouro para libertar a cidade.  Ora, durante a pesagem, os romanos reclamaram contra o uso de pesos falsos. Breno então atirou a sua espada no prato da balança, pronunciando a famosa frase "Vae Victis!" -- "Ai dos Vencidos! ”, e os romanos foram obrigados a satisfazer cada vez mais a fome dos vencedores!

Os nossos   generais não dispunham de tanto ouro para satisfazer a fome de tantos inimigos, inimigos que até hoje mandam e desmandam neste “fedido” Brasil. Até quando?
Coronel Maciel. 

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Crime , castigo e perdão!

Não sei o Donald Trump, como eu tanto esperava, vai ter coragem de retirar a ensanguentada bandeira cubana que o Barack Obama tão demagogicamente plantou no coração dos americanos, devolvendo-a aos ditadores cubanos. Trump, chicoteado, humilhado, ofendido diariamente pela imprensa americana não vai querer abrir outra frente de combate contra o comunismo tupiniquim que, a partir de Cuba, comanda, há mais de cinquenta anos, América Latina. Não sei se Trump teria peito e coragem de defender os venezuelanos, coitados, que estão “se limpando com os dedos”, e suas “meninas” usando pedaços sujos de jornais velhos, quando chegam aqueles dias. Melhor então é deixar que o comunismo avance no Brasil, e que Lula se transforme num ditador igual ou pior que o “Maduro”,  tudo sendo feito nas barbas sonolentas dos nossos generais! E não será surpreendente se Lula transformar as nossas combalidas Forças Armadas, à semelhança do que aconteceu na Colômbia, nas “FARB” -- Forças Armadas Revolucionárias do Brasil. Basta que, para que tal desgraça aconteça, os nossos generais continuem “perdoando” esses ratos comunistas que os nossos velhos generais tão ingenuamente perdoaram. O perdão é uma porta aberta para novos crimes!

Coronel Maciel.

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Nem na 'Ditadura'!

Nem na “Ditadura”!

Quem me dera agora o verbo solene de um “Vieira”! Quem me dera agora a veia poética de um “Machado” para descrever o abismo que separa as esperanças verdes daqueles nossos velhos tempos, com a triste realidade desses novos tempos! Não exijam de mim descrever aquele nosso Brasil, se não quiserem que eu ensope de lágrimas os olhos dessas mães que hoje choram a perda de filhos, coitadinhos, fuzilados, indefesos, ainda dentro de ventres maternos! “Nem na “Ditadura” – disse o presidente do Senado Federal, ao ver aquelas três vulgares, ordinárias, grosseiras senadoras ocupando a mesa do Senado; três mulheres que nem de longe representam a verdadeira mulher brasileira! A verdadeira mulher-mãe brasileira, aquela mulher que, forte, estremece e chora, ao ver o sofrimento das nossas criancinhas, e, fraca, se alteia mais que a bravura dos leões, na defesa dos filhos!  Não exijam de mim que relembre o nosso passado, um passado feliz que cruzamos em nossos caminhos, sem que os nossos filhos e netos, os nossos mais incorruptíveis e inexoráveis julgadores, venham, com todas as razões; com todas as pedras nas mãos, nos acusar dessa herança maldita que os estamos deixando.  
Coronel Maciel.

terça-feira, 11 de julho de 2017

"PEGA PRA CAPAR!"

Sou obrigado a tirar o meu chapéu para Wesley Batista e para o seu comparsa, o Lula da Silva, por terem chegado em tão pouco tempo aos “píncaros” da glória! O primeiro, ajudado pelo nosso suado dinheirinho, através do BNDES, e o decisivo apoio da “Dilma”, do Lula e seus “Trabalhadores”; e o segundo, de ter se transformado de um mísero retirante das secas nordestinas, a dono de um Partido Político e chegado à Presidência da República! E nunca terem sido presos! Não sei se o Wesley conseguiu chegar, nas caladas da noite, ao Palácio do “Jaburu”, seguindo seus próprios passos; ou se foi ajudado pelo “Janot” e o seu “Procurador”, nesse perigoso “voo noturno”!  Neste caso, é justo, urgente e necessário que ele, o Janot, seja devidamente “emasculado”, isto é, capado em praça pública, à sangue frio, com se capava porco nos quintais das casas vizinhas, lá no meu Belém do Pará! Por mais que eu me esforce, não consigo acreditar, e muito menos entender como foi que o Temer, depois de longos cinquenta anos deliciando-se nas ondas doces das malandragens políticas; de ser um danado de bode velho; uma velha raposa política, se deixar cair numa armadilha tão fácil de ser desarmada, coisa que nunca aconteceria com o Lula, ratão velho, bêbado, experiente e tão difícil de ser preso ou simplesmente capado.
Coronel Maciel.


segunda-feira, 10 de julho de 2017

Beleza de país!

Beleza de país!
Billy Blanco, paraense da gema como este velho “piloto” aqui, dizia, entre outras maravilhosas pérolas musicais: -- Não fala com pobre, não dá mão a preto/Não carrega embrulho/Pra que tanta pose, doutor/Pra que esse orgulho... O enfarte lhe pega, doutor/E acaba essa banca... kkk . Quando o “Jânio” renunciou, renunciou pensando em voltar nos braços do povão. Coitadinho do Temer; nem renunciar ele pode, pois sabe que, renunciando, vai direto pra “Papuda”, já que não é tão querido como a “Dilma”, que, tendo feito coisas piores: assaltante de bancos, terrorismo, roubalheiras, assassinatos, “Pasadena”, e outras mil “maravilhas”, foi “defenestrada” da presidência, mas continua feliz da vida, rindo com todos os dentões de fora, na esperança de voltar nos braços do povão!

Enquanto o Brasil pega fogo, os militares não estão “nem aí”... “Não era essa a democracia que vocês queriam”... kkk
Coronel Maciel.