quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Quem tem medo dos generais?

Quem tem medo dos Generais?
Contra a força, não há argumentos, já dizia minha querida vovozinha. Ora, se uma simples linha publicada na nossa mais que servil grande mídia, posta “a serviço da Dilma, sabe?” –  vale mais que mil e uma linhas dessas  nossas, que inutilmente insistimos em publicar.
-- Mas vocês também na época da “Ditadura” tinham a “Mídia” toda a seus lados. Sim! -- Naqueles tempos de “Chumbo Grosso”, quando na realidade havia muita mais “Ordem e Progresso” que inofensivos chumbos grossos, aqueles velhos generais -- que entraram pobres e saíram pobres do governo -- não espalhavam mentiras e ilusões na mídia; mostravam as grandes obras; as grandes Hidroelétricas, Aeroportos, Universidades, Embraer, ITA e tantas outras grandes obras! E o que dizer dos conjuntos residenciais daqueles tempos, comparados com esses barracos de hoje?
Quando as coisas começam a ficar realmente pretas como agora, os nossos alegres “intelectuais”; as nossas “babacas artistas” -- e o Brasil está cheio de “artistas babacas” – a grande maioria vestidos com a bandeira vermelha-comunista; mamando nas tetas da famigerada “Lei Rouanet”, uma espécie de “Bolsa Esmola” de incentivo à “criminalidade”, eles logo aparecem amedrontando o povão com a possibilidade da volta dos generais, hoje muito mais preocupados em ficar nos seus velhos tanques, navios e aviões, olhando de longe o Brasil pegando fogo, do que tentar novamente salvar o que resta desse Brasil, tão grande, tão amado e tão traído.
 A sorte da nossa querida “Comandante-em-Chefe” é que os nossos famintos Controladores de Voo, que uma vez se dispuseram a acordar o Brasil, mas se deram muito mal, sendo que alguns foram expulsos da Força Aérea Brasileira, ainda não se uniram aos caminhoneiros; nem algum dos nossos mais pica fumo “Tenente Aviador”, no comando de um “Supersônico”, nem sei se ainda há algum deles “voando”, faça seguidas passagens baixas supersônicas, em cima dos “Palácios Encantados”, fazendo seus estrondos “Acordar o Brasil”...
Coronel Maciel.




3 comentários:

Coronel Maciel. disse...

Anônimo deixou um novo comentário sobre a sua postagem "Quem tem medo dos generais?":

Anônimo disse:--Esse texto lembrou-me daquela cena, no filme 'Titanic' (o último, de James Cameron, eu acho), onde a embarcação com água já chegando na popa, ainda tinha uma pequena banda de música à tocar alguma coisa, à pretexto de 'continuar a entreter o convidados'.

Naturalmente que a pequena banda nada poderia fazer para estancar a tragédia. O máximo, talvez, seria tentar convencer os ouvidos de Poseidon através de uma boa música e assim ganhar do velho Deus dos mares uma ajudinha inesperada.

Vejo hoje o exército brasileiro (e seus co-irmãos de armas: marinha e aeronáutica) no papel dessa bandinha de música. O resto da história já sabemos, e choramos.

Alberto Figueiredo disse...

Acredito por ter certeza que as FFAA não são constituídas apenas de Generais, Brigadeiros e Almirantes.

Alberto Figueiredo disse...

Depois da bandalheira de ontem pergunto ao nosso dinâmico comandante?
As instituições estão funcionando normalmente?