quinta-feira, 23 de julho de 2015

Amada Amante.

Se minha “sagacidade” não me engana, será muito mais fácil Mônica Lewinsky, a amante, ser eleita presidente dos “States”, do que Hillary, a esposa do “Pintão”. Não entendo nada da política brasileira, quanto mais da americana! Só sei que lá eles brigam, se machucam, se fodem, se ofendem, se danam, mas na hora “do pega pra capar”, eles se abraçam,  se beijam, “se morrem”, mas  defendem sua esplêndida Bandeira!
Tão diferente daqui. Lá, não é costume mijar fora do pinico. “Nixon Watergate” que o diga. Aqui, quanto mais ela mija, rouba, esfola, tortura os pobres brasileirinhos, mais ela  não sai de cima do pinico sujo do seu Palácio Encantado.
A situação piora cada vez mais. Cortes e mais cortes no orçamento. Menos nas “Bolsas-Esmolas”, garantia dela no poder corruptor. Menos na compra dos jatinhos suecos supersônicos. Os caçadores garantem!
Coronel Maciel.

      


2 comentários:

ranzinza e persistente antigo "o copista" disse...

Felizmente a Suiça anda atrás do pinguço de Garanhuns e a Suíça não é a Suécia que compartilhou o roubo na transação famigerada dos jatos! Mais cedo ou mais tarde a casa cairá; não por nossos meios mas por ação dos estrangeiros prejudicados eis que, eles, os estrangeiros não tem sangue de baratas tal qual esse povinho brasileiro que aí está (exceções de praxe)!!!

Coronel Maciel. disse...

Ranzinza, persistente e bom de copo, jatinhos supersônicos, ou bombons supersônicos, são “cala bocas” que servem para manter calada a minha querida, iludida (para não dizer fudida, que é feio...) Força Aérea Brasileira. “Me engana que eu gosto”.